Conformismo

Considerado por alguns uma modalidade de influência social no mesmo nível que a normalização e a inovação, o conformismo designa a aceitação por parte de um indivíduo, do ponto de vista da maioria, aceitação que pode ser pública (submissão) ou privada (interiorização). O estudo do fenómeno foi marcado pela experiência de S. Asch, em 1951, que mostrou como os indivíduos podem ser levados, sob a pressão de uma maioria unânime, a fazer juízos contrários à evidência perceptiva.
O conformismo, que deve ser distinguido da obediência (submissão à autoridade) descrita por S. Milgram, pode ser explicado, segundo M. Deutsch e H.-B. Gérard, em termos cognitivos (influência informativa respondendo ao desejo de uma percepção exacta da realidade) ou motivacionais (influência normativa ligada à necessidade de se conformar às expectativas do grupo).
F. Askevis-Leherpeux
Blog em http://blogmilfolhas.blogspot.com

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.