Comportamentos e Atitudes sobre o Tabaco em Adolescentes Portugueses Fumadores

O objectivo principal deste projecto foi a investigação sobre as diferenças entre rapazes e raparigas que fumam. A população alvo foi constituída por adolescentes dos 14 aos 16 anos, fumadores regulares (fumem pelo menos uma vez por semana). Este artigo foi elaborado com base análise dos dados recolhidos num estudo qualitativo através de entrevistas a “grupos focais” de adolescentes fumadores (Matos & Gaspar,2002, in Hublet et al., 2002; Matos, Gaspar, Vitória, & Clemente 2003) procurando clarificar a questão do tabagismo na adolescência, nomeadamente nas raparigas. Nos grupos de discussão com os adolescentes, as categorias mais frequentes foram, respectivamente, “percepções”, “estilo de vida e consumo de tabaco”, “dependência”, “regras e normas”, “comportamento”, “deixar de consumir”, “vantagens” e “desvantagens”. O presente estudo sublinha a importância da utilização de metodologias qualitativas para clarificar conclusões oriundas de estudos quantitativos, e confirma que os jovens têm alguma noção das diferenças entre rapazes e raparigas na frequência do comportamento, nos padrões de consumo e no modo como actua a pressão social. São discutidas implicações para intervenções preventivas.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.